terça-feira, 14 de outubro de 2008

Reforma ortográfica

Janeiro de 2009 está aí. Com ele, a presença oficial em nossos dicionários do K, W, Y, cinquenta, voo e ideia. É a oficialização daquelas letras estrangeiras que já estão mais que presentes. É o fim do trema. E o pior, é o fim dos pobres acentos de ditongos abertos éi e ói em paroxítonas. Só uma coisa não muda: a regra do hífen continua gerando confusões.

Quem não foi obrigado a correr no último semestre atrás da Reforma Ortográfica (i.e., quem não é editor ou revisor de livros didáticos que concorrem ao PNLD) encontra hoje resumos e dicas já bastante mastigados por especialistas.

No programa Sempre Um Papo, da TV Câmara, os especialistas Dad Squarisi e Márcio Cotrim, colunistas do jornal "Estado de Minas" e "Correio Braziliense", nos explicam as principais mudanças em alguns minutos:





Se o seu objetivo for uma consulta objetiva, está disponível na biblioteca do Uol um resumo do Guia Prático da Nova Ortografia, de Douglas Tufano, da editora Melhoramentos.


Porém, chega aquela hora em que não podemos mais fugir. Então dá-lhe uma pesquisa pouco mais aprofundada no Guia do Acordo Ortográfico, desenvolvido e disponibilizado pela Editora Moderna.
*

Um comentário:

  1. Olá, Peter!
    Adoro trema e detesto hífen!
    Só Celso Cunha explica!
    Abraços.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.